Como fazer minha empresa ter melhores resultados?

Decisões e planejamento estão entre os fatores mais importantes e influentes para o sucesso de uma empresa. No geral, eles podem melhorar operações, aumentar vendas e lucro, reduzir gastos, motivar e qualificar equipes e prover melhores resultados.

Por isso, CEOs e gestores — profissionais estrategistas e focados em metas — têm atuação crucial em seus negócios, e devem dia a dia procurar formas de planejar ações e aperfeiçoar a estratégia empresarial em execução.

Então, veja neste post 8 medidas para fazer sua organização alavancar os resultados recorrentemente. Confira!

Procure espaços abertos no mercado

Você estuda seus concorrentes? Caso faça isso, provavelmente deve ter percebido alguma brecha que seu empreendimento pode preencher para conquistar uma boa fatia de mercado.

E, ainda que essa oportunidade não esteja no seu local de atuação ou não se relacione diretamente com o público-alvo conquistado, pode ser possível levar seu produto ou serviço a um novo meio. Então, estude a viabilidade disso.

Porém, se não há espaço vazio algum, nada impede que a organização comece a competir com uma solução diferente ou aperfeiçoada, que pode acabar convertendo público consumidor de outras marcas.

Gere oportunidades de negócios da melhor forma

Atualmente, o marketing digital é o meio mais barato, rápido e direcionado de atrair clientes em potencial e acabar gerando oportunidades de negócios com eles. Além disso, ele não exige que a empresa tenha infraestrutura alguma para executá-lo, e nem que ela precisa pagar por uma.

Basicamente, entre as várias estratégias digitais, o marketing de conteúdo se foca em gerar conteúdo útil e de qualidade aos possíveis clientes — as pessoas certas, atingidas no momento correto, gerando engajamento e relacionamento.

No final, o retorno — com as oportunidades que terminam em vendas fechadas — sobre o investimento das mensalidades pagas a uma agência de marketing pode ser um grande lucro.

Estabeleça prioridades

Não esqueça: se tudo é prioridade, então nada é prioridade. Por isso, liste tudo o que tem a ser feito e hierarquize as tarefas. Depois, vá atuando no que é necessário, item a item, por ordem de urgência, necessidade, tempo ou qualquer outro fator que caracterize a prioridade.

Sua empresa está tendo prejuízo e a rotatividade de funcionários tem aumentado? Nesse caso, podemos dizer que o primeiro problema é prioridade. Trabalhe para resolvê-lo e, após isso, dedique-se a descobrir porque as equipes estão sofrendo com dissidências e demissões frequentes.

Aliás, conforme for avançando nas prioridades, investigue — com dados, de preferência — se não há ligação entre dois ou mais problemas, ainda que aparentemente distantes.

Defina metas desafiadoras, mas não impossíveis

Os funcionários são a força operacional de qualquer negócio. Ou seja, todos eles devem ser desafiados para gerarem seus melhores resultados em produtividade.

Porém, é preciso ser realista e não estabelecer algo inatingível — isso apenas desanima os colaboradores, os assusta, e depois mostra um fracasso que pode não ter ocorrido de fato.

Na verdade, os departamentos devem apenas sentir que têm desafios a superar, e que os superiores acreditam na competência deles. E, é claro, devem estar cientes de que também ganham e crescem com o alcance de tais objetivos.

Saiba delegar tarefas

De fato, você tem o cargo mais alto na hierarquia do negócio. Mas isso não quer dizer que deve estar sempre presente em todo lugar, para todas as tarefas.

Algumas, que você já planejou e que já estão alinhadas na estratégia, não precisam de você na execução — até porque há gerentes focados nisso. Então, economize tempo, e aproveite-o para o planejamento e os resultados.

Os incêndios internos, principalmente se não colocarem a empresa em risco, podem ser apagados pelos encarregados de setores — ou até pelos próprios funcionários que se reportam a eles, se não forem casos graves.

Além disso, decisões mais simples e que envolvem pouco ou nenhum risco podem ser tomadas por pessoas que estão abaixo de você, como os primeiros gerentes e o gerente geral.

Tenha sempre o apoio de dados

Estamos na época mais informatizada e digital da história, por isso, não há motivos para se tomar decisões e executar ações apenas com feeling e achismo.

Então, sempre se baseie em fatos e números confiáveis, consolidados, reais e relevantes. Invista em soluções de mineração e análise de informações internas e externas sobre a organização, mercado, clientes, concorrentes, cenário econômico e outros fatores influentes no negócio agora e futuramente.

Nesse sentido, uma boa solução é o Business Intelligence, que colhe dados de fontes diversas e fornece gráficos inteligentes que apoiam o planejamento estratégico — inclusive com análises preditivas.

E também é interessante contar com uma plataforma de inteligência competitiva, que analisa mercado, clientes e concorrência e gera respostas tanto para o agora quanto para a empresa se preparar para agir no futuro.

Em resumo, essa são soluções para atuação direcionada e certeira de executivos e também para que se adiantem a realidades e obtenham os melhores resultados.

Promova a revisão de processos periodicamente

Agora, as operações estão funcionando, alinhadas e enxutas. Ainda assim, elas podem se tornar obsoletas daqui a alguns meses — ou, então, é possível que tudo esteja correto no início mas, depois, erros e obstáculos comecem a aparecer.

Procedimentos quebrados geram retrabalho e entraves: custo adicional e perda de tempo. Além disso, ferramentas, softwares e técnicas para inovação surgem frequentemente, e podem agilizar o trabalho e diminuir os gastos.

Portanto, mesmo que seja a cada ano, faça com os gerentes e encarregados a revisão dos processos externos e internos, e de seus recursos e ferramentas exigidos.Watch Full Movie Online Streaming Online and Download

Saiba que as pessoas são o maior diferencial competitivo

Por fim, a empresa não executa ou decide nada sem que alguém comande ou faça isso por ela. E os outros dois pilares — processo e produto — dependem das pessoas. Então, invista muito nelas

Busque bons profissionais e os qualifique continuamente, além dos que já atuam na organização. A partir disso, é possível criar todos os outros diferenciais.

Utilize a capacidade das pessoas para alinhar preço competitivo ao produto ou serviço de primeira qualidade, qualificar o pós-venda, e encontrar o melhor planejamento financeiro possível. No geral, busque, com as equipes qualificadas, a excelência e os melhores resultados.

E então, gostou do artigo? Aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais e forneça o conteúdo aos seus amigos e seguidores!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo